Bem-vindo (a) ! Hoje é

728x90 AdSpace

Procurar no site. Empresas, classificados, hotéis, pousadas, pessoas e notícias.

sexta-feira, 10 de maio de 2013

NOTA DE REPÚDIO: VEREADOR DESACATA SERVIDOR EM EXERCÍCIO DA FUNÇÃO

O Guarda Municipal João Nelson Ribeiro de Souza foi desacatado pelo vereador Jerônimo de Oseas, durante o exercício de sua função, no hospital municipal. O vereador, supostamente vangloriando-se de seu cargo desrespeitou as normas da direção do recinto passadas aos guardas municipais, no que se refere ao controle de visitantes. Quando o edil tentou entrar, o GM perguntou-lhe quem o vereador iria visitar. Com ironia, o vereador disse que não necessitava de crachá, que TINHA “CARTA BRANCA” em qualquer local. O GM disse que o diretor administrativo tinha passado-lhes ordens e não podia descumprir. O vereador iniciou uma dura discussão com o servidor, dizendo que queria ver quem o tirava de lá, que chamasse a polícia para resolver a situação, disse em bom som que tinha compromisso com o povo, mas “não com vocês” (se referindo à Guarda Municipal) e chegou a dizer que o mesmo era CEGO, (debochando sobre o problema de visão do servidor) e que hoje estava pior, QUE TINHA DÓ DO MESMO, e, a cada insulto, o servidor sempre rebatia. O vereador disse ainda que se o GM continuasse a falar, ele, na condição de VEREADOR SITUACIONISTA, poderia pedir sua remoção do hospital. O servidor disse que não se preocupava com isso e sabia que isso fazia parte de suas atitudes. Todos que estavam presentes vivenciaram a triste cena, de alguém que DEVERIA DAR BONS EXEMPLOS, Ficou claro que o vereador usou de seu cargo para benefício próprio, subestimando as ordens hospitalares. O GM comunicou ao diretor administrativo, transcreveu a situação em livro e vai tomar as devidas providências junto às autoridades. Cabe ao Executivo tomar alguma atitude, uma vez que a direção do hospital já tinha entrado em contato com a assessoria de gabinete para denunciar atitudes anteriores do referido vereador. O SERVIDOR PÚBLICO APENAS CUMPRE AS REGRAS. CABE A CADA VEREADOR SE TOCAR E EXERCER SEU VERDADEIRO PAPEL. Por João Nelson Ribeiro

Desenhador por

Adailton Santana.

Agencia UAUNET: Temas UAU

  • Comente com seu blog
  • Comente com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Item Reviewed: NOTA DE REPÚDIO: VEREADOR DESACATA SERVIDOR EM EXERCÍCIO DA FUNÇÃO Rating: 5 Reviewed By: Adailton Santana