Bem-vindo (a) ! Hoje é

728x90 AdSpace

Procurar no site. Empresas, classificados, hotéis, pousadas, pessoas e notícias.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Decreto do prefeito sobre estado de emergência é por conta de dívidas da gestão passada

O decreto  n.o 565/2017 da prefeitura de Uauá, (ver aqui),  que estabeleceu estado de emergência administrativa e financeira no Município no período de 90 dias, contados a partir de 1° de janeiro de 2017 é por conta de só haver dívidas  a pagar. Contas de energia em atraso para pagar a Coelba, chega a cerca de R$ 1,2 milhão de passivos, deixados pelo ex-gestor Olímpio Cardoso Filho.

Segundo o prefeito, a medida tem como objetivo chamar a atenção para o que considera “caos” deixado pela administração anterior. Lindomar Dantas ainda declarou que a limpeza pública também está suspensa por falta de pagamento. Um mutirão foi organizado para tentar retirar a sujeira das ruas.

O Decreto visa ainda tornar pública a situação do município e desmascarar o ex-gestor que, em entrevista a uma rádio local que negou que tenha deixado dívidas e declarou que passou "mais dinheiro que dívidas" e ainda acusou o atual prefeito de “irresponsabilidade” e disse que a única dívida deixada foi com a Embasa, fornecedora de água. Olímpio afirmou que chegou a tentar resolver, mas não conseguiu um acordo com a prestadora de serviços.

Desenhador por

Adailton Santana.

Agencia UAUNET: Temas UAU

  • Comente com seu blog
  • Comente com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Item Reviewed: Decreto do prefeito sobre estado de emergência é por conta de dívidas da gestão passada Rating: 5 Reviewed By: Adailton Santana