Bem-vindo (a) ! Hoje é

728x90 AdSpace

Procurar no site. Empresas, classificados, hotéis, pousadas, pessoas e notícias.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Abandonado, Marcelo Nilo diz que foi ‘surpreendido’ por deputados


Em seu discurso de despedida após comandar a Assembleia Legislativa da Bahia por 10 anos, o agora ex-presidente da Casa Marcelo Nilo (PSL) afirmou que foi traído por deputados que haviam jurado lealdade a ele durante o processo eleitoral para a presidência do Legislativo baiano.
Abandonado pelos correligionários na véspera do pleito, o Nilo evitou dizer a palavra “traição”. No entanto, o parlamentar demonstrou uma certa chateação com os colegas e foi irônico em parte do discurso. “Eu quero agradecer aos 10 deputados da oposição que me garantiram voto e aos outros 29 deputados que me garantiram voto. Mas, a vida é uma surpresa. E para a surpresa minha, houve uma na véspera de eleição. Não fui traído, não existe isso. Fui surpreendido. Alguns deputados foram para um almoço e juraram fidelidade”, disse Nilo, sem querer citar nomes.
Marcelo Nilo relatou que se encontrou com um deputado em seu gabinete por volta das 20h, e que o mesmo declarou que não abriria mão de votar com ele. No entanto, o ex-presidente disse que se surpreendeu novamente momentos depois. “Continuei lutando, mesmo sabendo que meu coração, minha campanha e aqueles que mais estavam próximos a mim estariam comigo. Mas me deixaram. Mesmo assim segui para a luta democrática. Às 20h01, um deputado que na véspera disse que ‘só com Deus’ deixaria de votar comigo, estava no meu gabinete conversando com meu irmão. Às 20h36 saiu a foto dele com o presidente do partido dele e com o meu concorrente”, contou. “Eu já enfrentei prefeito, vice-governador, senador e um grupo contra mim. Mas às 20h36, eu vi o deputado que me deixou”, afirmou Nilo, demonstrando chateação

Desenhador por

Adailton Santana.

Agencia UAUNET: Temas UAU

  • Comente com seu blog
  • Comente com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Item Reviewed: Abandonado, Marcelo Nilo diz que foi ‘surpreendido’ por deputados Rating: 5 Reviewed By: Adailton Santana