Bem-vindo (a) ! Hoje é

728x90 AdSpace

Procurar no site. Empresas, classificados, hotéis, pousadas, pessoas e notícias.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Prefeitura de Uauá realiza São João Cultural resgatando tradições

“Arraiá do Conselheiro” promete ser um dos melhores da região.

O município de Uauá, no norte da Bahia, realiza no período de 15 a 24 de junho o São João Cultural, com destaque para várias manifestações da cultura local. Além de uma vasta programação musical, apresentações artísticas dentro do contexto junino, festival gastronômico, e o novenário de São João Batista, padroeiro da cidade, vão marcar as festividades. 

De acordo com a Coordenação Municipal de Turismo, toda a festa foi pensada juntamente com a comunidade, com foco nas tradições do povo de Uauá. “O São João veio perdendo algumas tradições ao longo dos anos, enfraquecendo, as bandas de pífanos perderam força porque os participantes infelizmente falecem e não têm a preocupação de colocar sucessores”, explica a coordenadora Mayara Jubini, ressaltando que o atual governo vem com a proposta de inovação para o São João da cidade.

“Inovar e resgatar. A palavra de ordem é resgate cultural. Estamos valorizando firmemente as tradições culturais, que é a festa do padroeiro. Estamos querendo mostrar para o turista e para o uauaense, que acontece um São João por causa de uma festa religiosa, que é uma festa cultural”, pontua, lembrando das atividades do novenário, como a Alvorada dos Humildes, “famosa por ser a maior alvorada que vai todo mundo; e a Entrega de Ramos, “que é um rito que só acontece em Uauá”, destaca.
Mayara também lembra que durante as festividades religiosas, será lançado o livro do padre José Erimatéia de Oliveira, “Igreja Matriz de Uauá – Sua história e seus espaços”, dia 18 de junho, às 18 horas, na própria Igreja Matriz. “Valorizando esta cultura. O uauaense é um povo, embora sofredor, mas se você ver a cidade você sente o São João”, comemora a coordenadora, que ainda destaca a importância deste resgate cultural para o povo de Uauá.

Manter a tradição religiosa

“O que aconteceu alguns anos era que a festa na quadra, musical, artística, a falada festa profana, interferiu um pouco nas tradições. Os conjuntos musicais que tocavam até às seis horas da manhã, interrompendo assim o horário da alvorada. Nós estamos tendo o cuidado para que todas as atrações se encerrem às quatro e meia, para as cinco horas da manhã sair à alvorada, justamente pra resgatar essa tradição”, explicou a coordenadora.
Segundo Mayara Jubini, existe um processo de trabalho junto às comunidades rurais e às escolas, “de instigar os alunos na participação dessa cultura, de vivenciar; nós não podemos deixar essa tradição tão bonita se acabar. Quando eu falo da Entrega de Ramos, por ser uma coisa exclusiva de Uauá, um rito exclusivo daqui, é pra gente não deixar isso se perder ao longo dos anos”.
A coordenadora reforça ainda o ponto forte dessa manifestação religiosa que atrai muitos visitantes. “Vem turista pra cá ver a entrega de ramos; pra quem não sabe, sai o ramo da igreja, tem os noiteiros, são dez noiteiros, e a cada noite sai um com um ramo simbólico com o São João Batista e leva pra casa do noiteiro daquela noite, isso é muito lindo!”, explica Mayara, destacando que “essa cultura, a valorização disso, pra nossa gestão tem sido o combustível pra este São João”.

“Cultura e Tradição, Viva as Mulheres do Sertão”

Lembrando do tema do São João: “Cultura e Tradição, Viva as Mulheres do Sertão”, a coordenadora de Turismo disse que foi uma ideia feliz do prefeito Lindomar Dantas em prestar esta homenagem. “Este ano, o prefeito, sempre apoiando a valorização feminina, e por ser uma festa religiosa, tem a participação de muitas mulheres, porque pra esta festa acontecer tem sempre as mãos das mulheres, elas se organizam, e o tema foi escolhido baseado nisso, a gente abriu este tema porque o São João é feito de sertanejos, o São João de Uauá é feito por mulheres que dedicam a sua vida à labuta diária, e tiram um tempinho no ano pra se dedicar a São João Batista, que é o padroeiro daqui”, lembrou.

Forró, bandas de pífanos e artistas locais.

Um dos cuidados da coordenação do São João para este ano, é em manter a cultura do forró, o ritmo predominante da festa deve ser o forró. “A gente tomou este cuidado, a não introdução de outros ritmos musicais, a não ser o forró. Só vai tocar forró, então quem quiser ouvir forró venha pra Uauá. A gente tomou este cuidado, inclusive falando com as bandas, o repertório, enfim... Também uma forma de manter a tradição. A gente está encontrando nas cidades vizinhas um aparato de atrações que vai do arrocha ao pagode, ao sertanejo, a gente gosta, mas Uauá ano passado foi eleito o São João mais tradicional da Bahia, por que mexer em time que está ganhando?”, festeja Mayara. 

Segundo a coordenadora, a grade de atrações foi cuidadosamente escolhida pra suprir esta falta de forró, que é no sertão da Bahia de uma forma geral, “temos cidades circunvizinhas quem têm pouquíssimas bandas de forró, então a gente está tomando este cuidado em ter forró, forró, forró”, pontuou. Mayara disse ainda, que a valorização dos artistas locais também é outra preocupação da gestão municipal. 

“Todas as noites terão três artistas locais aqui. Valorização cultural inclui valorização dos artistas locais, que é a ideia de trazer, estimular; as bandas de pífanos, por exemplo, nós tínhamos duas bandas de pífanos, este ano vem com quatro porque vem a mirim, que são os meninos da Serra da Canabrava, um povoado que tem uma escola de banda de pífanos, e no São Paulino tem uma escola também, então perceber isso, quando a gente foi convidar as crianças pra se apresentar foi muito bom, quem estuda banda de pífanos espera pro São João, então é tipo você esperar dia 25 pelo papai Noel, e eles quando foram chamados pra tocar no novenário... Eu não vou conseguir transmitir em palavras o que eles fizeram”, disse encantada.

As crianças e jovens que participam das bandas de pífanos têm entre 10 e 17 anos, e estudam em escolas públicas do município de Uauá.

I Festival Gastronômico
Também dentro da programação dos festejos juninos de Uauá será realizado o I Festival Gastronômico, de 20 a 25 de junho. Da Caatinga pro Fogão e com um convite bem à moda da casa: “Vamu Encher o Bucho?”, o festival promete ser uma das melhores atrações do São João da cidade.

Mayara Jubini explica porque o festival promete: “Este ano a gente vem inovando também, voltando pra valorização cultural, instigar os chefs de cozinha da nossa cidade a trabalhar os produtos do sertão, da caatinga, de uma forma mais moderna; trazendo as tradições, mas com um toque de modernidade”, pontua. 

Segundo a coordenadora de Turismo, a proposta do I Festival Gastronômico de Uauá consiste nesta “receita” de trabalhar os produtos regionais estendendo os sabores da cultura local ao paladar “requintado” da modernidade. “O mapa gastronômico onde as pessoas vão poder encontrar feijoada de bode; o filé de carneiro; a galinha capoeira, porque a gente não usa o termo caipira, pra fortalecer as nossas tradições; também o licuri, produzido na Serra do Sobrado; a extração do óleo do licuri, o leite do licuri, usado pra fazer a galinhada; tem a feijoada, o pastel, a pizza de bode com o queijo de cabra, tudo produzido aqui em Uauá”.
A coordenadora lembra também que na cidade tem duas chefs que fizeram gastronomia e que estão ajudando na realização do Festival. “Nos ajudando nesta empreitada; é ousadia, porque, é incrível falar sobre isso”. Mayara também lembra que a princípio o Festival é para o povo da cidade e para quem visita, não tendo ainda a ideia de comercializar fora. “Uauá está sendo forte exportador de umbu, através da Coopercuc, já exporta a matéria umbu, e as partes nobres do cordeiro, é elitizado e a gente quer popularizar aqui em Uauá”, conclui, convidando: “são saberes, tradições e sabores que se traduzem em uma experiência única ao paladar, que somente Uauá vai proporcionar a vocês”. O I Festival Gastronômico também tem a participação dos restaurantes locais que se juntaram à ideia da gestão municipal.
Mais do que força política...

O São João de Uauá, num formato mais cultural, resgatando as tradições, cuidando para que a fé e a religiosidade do povo sejam preservadas, e principalmente tendo a aprovação de todos, agradando aos festeiros e a família uauaense, é o que deseja o prefeito Lindomar Dantas, que apostou em sua equipe. Mais do que força política, força de gestão.
Vencendo desafios e as dificuldades encontradas, endividamento público deixado pela gestão anterior, a prefeitura realiza um São João praticamente com recursos próprios, mas sem deixar morrer as tradições da maior e melhor festa junina da região do São Francisco.
De acordo com o prefeito Lindomar, a festividade do São João ela traz embutida todo um sentido profundo do simbolismo, “desta identidade que nós temos dos interiores do país, especialmente aqui no Nordeste e na região do semiárido”, pontua o prefeito, acrescentando, “então, desde que assumimos a gestão do município, nos preocupamos muito em permitir que essa cultura própria, da manifestação popular, ela significasse pra gente também uma oportunidade de resgate daquelas coisas mais singelas do dia-a-dia do sertão, do dia-a-dia da nossa cultura aqui”, afirmou. 

O prefeito também lembrou sobre o tema proposto para o São João deste ano. “A gente viu na figura das mulheres, uma coisa que muitas vezes passa despercebida, mas é de onde se concebe toda uma noção, uma visão diferenciada da realidade, do trato, das relações, e que isso poderia ser uma entrada, uma chave de leitura da tradição cultural do nosso município, e a gente então fez essa ideia, juntou a essa ideia: São João e Tradição, Viva as Mulheres do Sertão”, explicou.

Preservar a identidade cultural

Para Lindomar, o importante é preservar a identidade e o desenvolvimento cultural da cidade de Uauá, começando por valorizar as tradições que estavam um pouco esquecidas. “Agora a gente procura dar um salto, em que medida? Na qualidade, porque os municípios todos estão vivendo uma crise profunda, a gente poderia não fazer o São João, mas a gente decidiu fazer”, disse o prefeito. 

 A programação foi dividida em dois circuitos, um na Concha Acústica, um pouco mais festivo com os apelos comerciais, e um circuito um pouco mais intimista, num espaço defronte a igreja matriz, com artistas do povo, mais simples, mais cultural, desde um realejo a outras figuras folclóricas de Uauá, como Chico Mocó e suas anedotas, “que inclusive, o próprio Chico, ajudou na construção do convite para o São João de Uauá, na rede social, e a gente conseguiu juntar 20 mil visualizações em menos de uma semana, e nisso toda uma história foi montada visando o chamamento para a festa”, concluiu o prefeito.

Por Paulo Carvalho /  Fotos: Luiz Washington  Também no site: www.anoticiadovale.com

Desenhador por

Adailton Santana.

Agencia UAUNET: Temas UAU

  • Comente com seu blog
  • Comente com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Item Reviewed: Prefeitura de Uauá realiza São João Cultural resgatando tradições Rating: 5 Reviewed By: Adailton Santana